Ao apresentarmos os países que participarão da competição, agora é a vez do país anfitrião: o Brasil!
Felipe Minet acaba de chegar de um bem-sucedido Campeonato Mundial de Agility na Suécia: junto com seus companheiros de equipe Vivyane Specian e Jem, José Luiz Filho e Bina e Marcela Françoso e Finwe, Felipe e Corah estiveram no pódio em segundo lugar com a equipe do Brasil. Individualmente, eles também ficaram em segundo na pista de agility e terminaram em quinto no combinado. Agora nós convidamos vocês a ler o que ele pensa sobre o agility brasileiro e suas expectativas para o American Open.

A medida que presentamos los países que participarán en la competencia, ahora es el momento del país anfitrión: ¡Brasil!
Felipe Minet acaba de llegar de un exitoso Campeonato Mundial de Agility en Suecia: junto con sus compañeros de equipo Vivyane Specian y Jem, José Luiz Filho y Bina y Marcela Françoso y Finwe, Felipe y Corah estaban en el podio en el segundo lugar con el equipo de Brasil. Individualmente, también fueron segundos en la pista de agility y terminaron en el quinto lugar en el combinado. Ahora los invitamos a leer lo que piensa sobre el agility brasileño y sus expectativas para el American Open.

As we present countries that will take part of the competition, now it is time of the host country: Brazil!
Felipe Minet has just come from a successful Agility World Championship in Sweden: together with his teammates Vivyane Specian and Jem, José Luiz Filho and Bina and Marcela Françoso and Finwe, Felipe and Corah were in the podium on 2nd place with the Brazil team. Individually, they also were 2nd in the agility run and finished in the 5th place in the combined results. Now we invite you to read what he thinks about brazilian agility and his expectations for the American Open.

Nos conte sobre vocês. Quem é você e seu cachorro?
​Sou Felipe Minet, brasileiro de 31 anos de idade, meu cão é a Corah, uma cachorrinha da raça Mudi que tem 5 anos. Trabalho com cães, dou aulas de agility e tenho um hotelzinho, moro em Curitiba-PR mas sou de São Paulo-SP.

Como e quando o agility chegou na sua vida? Há quanto tempo pratica agility e com que cachorro vem para o AAO?
O agility é algo muito importante para mim, comecei a fazer agility por causa do meu pai em meados dos anos 2000. Desde lá participo de competições no Brasil, minha primeira competição internacional foi em 2003, o campeonato mundial de agility na França. Vou competir no AAO com a Corah, uma cachorrinha que eu trouxe da Hungria para fazer agility e começamos a competir juntos em 2015.

Como é o agility no seu país?
​O agility no Brasil está uma pouco menos concentrado em São Paulo hoje em dia, temos competições importantes como etapas do Campeonato Brasileiro sendo disputadas fora de SP e muitos competidores bons também mas a maioria das competições são em São Paulo. Temos os campeonatos regionais no Paraná, São Paulo, Pernambuco e Paraíba.

Que importância tem para você as competições internacionais realizadas nas Americas? Qual foi sua melhor lembrança dessas competições?
​As competições nas Américas são muito importantes para nós podermos competir com os melhores da América Latina, comparar nossos cães com os deles e se preparar melhor para competições na Europa. As minhas lembranças dos Américas são sempre a rivalidade entre os países, ninguém quer perder, é como a Libertadores 😊 Mas claro que quando acaba a confraternização é sempre muito legal, rever os amigos latinos não tem preço 😊

Qual é sua expectativa para o torneio?
​Torço muito para poder subir em um pódio individual e por times neste AAO, o Brasil sempre está entre os favoritos e é sempre um prazer poder vestir a camiseta do meu país e representá-lo em uma competição tão importante como esta.

Mensagem para os competidores
​Acredito que será um grande evento, todos da America deveriam vir para esta grande festa do agility latino americano, todos vocês são bem vindos, os juízes são muito bons, vamos ter ótimas pistas e um ótimo clima de competição e confraternização 😊 Vocês não podem perder!!!! 😄

Nos cuente sobre ustedes. ¿Quien es tu y tu perro?
Soy Felipe Minet, brasileño de 31 años de edad, mi perro es Corah, una perrita de la raza Mudi que tiene 5 años. Trabajo con perros, doy clases de agilidad y tengo un hotel, vivo en Curitiba-PR pero soy de São Paulo-SP.

¿Cómo y cuándo el agility llego a tu vida? ¿Hace cuanto tiempo que practicas agility? Y con el perro que viene para el AAO?
R: La agilidad es algo muy importante para mí, empecé a hacer agility por mi padre a mediados de los años 2000. Desde allí participé en competencias en Brasil, mi primera competencia internacional fue en 2003, el campeonato mundial de agility en Francia. Voy a competir en el AAO con Corah, una perra que he traído de Hungría para hacer agility y empezamos a competir juntos en 2015.

¿Cómo es el agility en tu país?
El Agility en Brasil está un poco menos concentrado en São Paulo hoy en día, tenemos competencias importantes como etapas del Campeonato Brasileño siendo disputadas fuera de SP y muchos competidores buenos también pero la mayoría de las competencias son en São Paulo. Tenemos los campeonatos regionales en Paraná, São Paulo, Pernambuco y Paraíba.

¿Qué importancia tiene para vos las competencias internacionales realizadas en las Américas? ¿Cuál fue su mejor recuerdo de esas competencias?
Las competencias en las Américas son muy importantes para poder competir con los mejores de América Latina, comparar nuestros perros y prepararse mejor para competencias en Europa. Mis recuerdos de las Américas son siempre la rivalidad entre los países, nadie quiere perder, es como la Libertadores, pero claro que cuando termina la confraternización es siempre muy buena, rever los amigos latinos no tiene precio 😊

¿Cuál es su expectativa para el torneo?
Tengo muchas ganas de poder subir en un podio individual y por equipos en este AAO, Brasil siempre está entre los favoritos y es siempre un placer poder vestir la camiseta de mi país y representarlo en una competición tan importante como esta.

Mensaje para los competidores
Creo que será un gran evento, todos de América deberían venir a esta gran fiesta del agility latino-americano. Todos ustedes son bienvenidos, los jueces son muy buenos, vamos a tener excelentes pistas y un buen clima de competencia y confraternización. ¡No pueden perder esa oportunidad!!!! 😄

Tell us about yourself. Who are you and your dog?
I am Felipe Minet, a 31 year old Brazilian, my dog ​​is Corah, a Mudi that is 5 years old. I work with dogs, I teach agility classes and I have a hotel, I live in Curitiba-PR but I’m from São Paulo-SP.

How and when has agility come into your life? How long have you been practicing agility and with which dog you come to the AAO?
Agility is very important for me, I started to do agility because of my father in the mid-2000s. Since then I participated in competitions in Brazil, my first international competition was in 2003, the world agility championship in France. I will compete in the AAO with Corah, a dog that I brought from Hungary to do agility and we started to compete together in 2015.

How is agility in your country?
Agility in Brazil is a little less concentrated in São Paulo nowadays, we have important competitions like stages of the Brazilian Championship being played out of SP and many good competitors also but most of the competitions are in São Paulo. We have the regional championships in Paraná, São Paulo, Pernambuco and Paraíba.

Why do you think international competitions that take place in America are important? What is your best memory from those competitions?
The competitions in the Americas are very important so that we can compete with the best in our continent, compare our dogs with theirs and better prepare for competitions in Europe. My memories of the Americas are always the rivalry between the countries, nobody wants to lose, it’s like the Libertadores (football competition between latin american teams) 😊 But of course when the competition ends is always very cool, reviewing the Latin friends is priceless 😊

What is your expectation for the tournament?
I’m really keen to get on an individual podium and by teams in this AAO, Brazil is always among the favorites and it’s always a pleasure to wear my country’s jersey and represent it in a competition as important as this.

Message to competitors
I believe it will be a great event, everyone in America should come to this great Latin American agility party, you are all welcome, the judges are very good, we will have great clues and a great atmosphere of competition and fraternization 😊 You can not lose it!!! 😊